top of page

Plano Turístico e Territorial de Galópolis: começa a etapa 2

Atualizado: 19 de jan.


A boa participação da comunidade na noite desta terça-feira, quando o Plano Turístico e Territorial de Galópolis foi apresentado, é um excelente indicativo de que ele tem tudo para ser colocado em prática com sucesso.


Conforme explicamos neste post pré-apresentação (a data precisou ser adiada por falta de luz no dia inicialmente previsto), quatro marcas apoiadoras - Somos.RS (grupo do qual o G30 faz parte), Instituto Hércules Galló, Sicredi Pioneira e Sebrae RS - trabalharam no plano durante um ano e não vão se afastar, porém, chegou a hora de a comunidade ter o protagonismo e colocar as ações em prática.

Além de apresentar um panorama de dados e informações sobre o quanto o turismo é forte e ainda vai crescer, o Plano traça as ações que são necessárias daqui para frente e é nisso que vamos focar neste texto. Porém, você pode ter acesso ao trabalho inteiro, que inclui os anexos e soma mais de 200 páginas, acessando essa pasta no Google Drive. Fique à vontade para compartilhar, esse conteúdo é acessível a todos!


Ofertas a serem criadas inicialmente

  • Gastronomia

  • Hospedaria

  • Guias de turismo

  • Atrativos para crianças

Roteiros a serem trabalhados de imediato

  • Estudantil

  • Autoguiado

  • Agências

Intervenções territoriais

Trabalho assinado pela Biossplena Inteligência Urbana


  • Paisagismo

  • Sinalização

  • Qualificação da ponte de acesso

  • Qualificação/criação dos espaços para pedestres

  • Fiação subterrânea

  • Requalificação de edificações históricas

  • Melhorias nas áreas de lazer

  • Iluminação cênica em fachadas

  • Passarelas

  • Mobiliário urbano


Plano de ação a curto prazo (2023)

  • Criação de governança

  • Criação da identidade

  • Promoção do destino

  • Apoio aos atrativos existentes e criação de novos

  • Eventos

  • Articulação

  • Território (itens citados acima)

Paralelamente, as quatro marcas apoiadoras seguirão ao lado da comunidade orientando e articulando. Com o plano acontecendo, a expectativa é chegar a um fluxo de 300 mil visitantes até 2027.

Na noite desta terça, houve também a apresentação dos planos da prefeitura de Caxias do Sul para a recuperação do prédio do Círculo Operário, um lugar emblemático que está interditado. Segundo o Secretário Municipal de Parcerias, Maurício Batista, a consulta pública da proposta de concessão deve ser lançada em junho deste ano. O valor previsto para a recuperação e operação é de R$ 3,5 milhões. “Existe uma expectativa de termos recursos do programa Avançar, do governo do Estado, mas independentemente disso, será apresentado um projeto de concessão do prédio e da praça, para que o lugar receba atrativos de cultura e entretenimento”, reforçou.

A união entre as quatro marcas, a prefeitura e a comunidade já está consolidada, o que, em se tratando de turismo, é fundamental. A partir desse trabalho conjunto, todos acreditam que Galópolis deve se tornar, em breve, mais um forte destino turístico no Rio Grande do Sul.

40 visualizações0 comentário
Patrocínio
Banrisul Vertical_colorazul.png
selo-120-anos-sicredi-pioneira-2022-01.png
logo-Sicredi-Serrana-2.png
bottom of page