Turismo local e companhia dos pets: como o brasileiro pretende viajar nos próximos meses


@pexels

GZH (IAREMA SOARES -29/10/2020) - Uma pesquisa realizada com mais de 20 mil pessoas, de 28 países, encomendada pela Booking – site de reserva de acomodações –, se propôs a mapear as tendências de viagens para as próximas temporadas. No levantamento, mil brasileiros responderam ao questionário e a maioria disse que buscará destinos sustentáveis, mais próximos de casa e também opções que mesclem entretenimento e trabalho.

Ao todo, foram identificadas nove tendências. A pesquisa evidenciou que os brasileiros são os cidadãos ocidentais que se sentem mais inseguros em viajar sem a existência de uma vacina ou tratamento para o coronavírus, 66% dos entrevistados mostraram essa preocupação. Por outro lado, 64% deles desejam viajar mais no futuro para compensar o tempo perdido em 2020. Turismo local

Um dos grandes destaques para os próximos meses é o desejo de viagens para perto de casa. A pandemia fez aumentar a busca por viagens locais. Dos viajantes nacionais, 55% deles querem conhecer um destino novo na região em que moram, diz Marco Sobrinho, area manager da Booking:


— O brasileiro está regionalizando o seu lazer. E, aí, fica uma grande oportunidade para que os destinos brasileiros, que não eram tão evidentes, busquem sua fatia neste mercado.


Acomodações com jeito de casa

Outra preocupação é o aspecto familiar. Dos entrevistados, 63% planejam viajar para algum lugar que já conhecem, por esse ser um destino de família. Como resultado deste estilo de viagem, a Booking indica que deve renascer com força a prática de viagens de carro. Outra tendência observada é o uso do filtro da Booking por acomodações que aceitam pets: esse tipo de seleção mais do que dobrou desde o começo das restrições impostas pelo coronavírus.


Conforme a pesquisa, 43% dos brasileiros se mostraram dispostos a ficar em quarentena em outras cidades, caso possam trabalhar a distância, aponta Sobrinho:


— Prever o futuro do turismo ainda é complexo. É o momento mais difícil para o setor na era moderna. Mas identificamos que o brasileiro está procurando escapar de carro para onde possa trabalhar e ter a família por perto — afirma o area manager da Booking que diz ainda que casas com infraestrutura de home office e homeschooling estão no radar dos respondentes.


Negócio e lazer

Por isso, a tendência é que aumente as viagens no estilo bleisure (mistura de negócios e lazer, em inglês), que implica a extensão de viagens de negócios para as de descanso ou férias. 58% dos entrevistados afirmaram que fariam isso.


Sustentabilidade e tecnologia

A sustentabilidade e a preocupação com a redução dos impactos ambientais entraram no radar dos brasileiros quando o assunto é turismo. Além de 71% dos viajantes desejar destinos mais verdes, 67% deverão ficar longe de atrações turísticas lotadas.


Por fim, a tecnologia passou a ser entendida como uma grande aliada neste momento pandêmico. Para minimizar possíveis riscos de contaminação pelo coronavírus, 69% dos brasileiros acreditam que "as acomodações vão precisar ter tecnologias de ponta para fazerem as pessoas se sentirem seguras". Uma dessas aplicações deste recurso seria no autoatendimento para evitar contato com outras pessoas.

10 visualizações0 comentário
Patrocínio
Banrisul Vertical_colorazul.png
Sicredi-2.png
logo-Sicredi-Serrana-2.png